quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

O mundo de Sofia



É um livro do escritor norueguês Jostein Gaarder, para mim, é leitura obrigatória para todos que estão entrando na adolescência, eu li com 15 anos e já estou lendo com meu filho de 13 anos, também foi o livro que escolhi para reler no mês de janeiro, pelo Desafio Literário 2010. A proposta do Desafio para janeiro era um livrinho de banca, facinho de ler, mas eu, teimosa, li esse de 553 págs e com assuntos que requer muita atenção e pesquisa.
O mundo de Sofia é um jeito fácil e descomplicado para entender um pouco da história da filosofia. O livro começa com Sofia recebendo cartas anônimas, cheias de perguntas sobre a vida, como por exemplo: Quem é você? De onde vem o mundo? Vou postar alguns fragmentos:

O que é filosofia?
Qual é a coisa mais importante da vida? Se fazemos essa pergunta a uma pessoa de um país assolado pela fome a resposta será: a comida. Se fazemos a mesma pergunta a quem está morrendo de frio a resposta será: o calor. E quando perguntamos a alguém que está e isolado, certamente a resposta será: a companhia de outras pessoas.
Mas, satisfeitas todas as necessidades, será que ainda resta alguma coisa que o mundo precise? Os filósofos acham que sim. Eles acham que o ser humano não vive apenas de pão. É claro que todo mundo precisa comer. E precisa de amor e de cuidado. Mas ainda há uma coisa que precisamos. Nós temos a necessidade de descobrir quem somos e porque vivemos.

Mitos

Um mito é a história dos deuses e tem por objetivo explicar que a vida é assim como é

Filósofos da natureza
Os primeiros filósofos gregos são chamados de filósofos da natureza, porque interessavam sobretudo pela natureza e pelos processos naturais.

O destino
Você acredita no destino?
As doenças são castigo dos deuses?
Que forças governam o curso da história?

Oráculo de Delfos
No templo de Delfos havia uma famosa inscrição: Conhece-te a ti mesmo! E ela ficava ali para lembrar aos homens que passavam de meros mortais e que nenhum homem pode fugir do seu destino.

Sócrates e Jesus
Jesus e Sócrates eram considerados pessoas enigmáticas no tempo em que viveram. Nenhum dos dois deixou qualquer registro escrito de suas idéias. Assim não nos resta outra saída senão confiar na imagem deles que nos foi legada pelos seus discípulos. Além disso, ambos tinham autoconfiança no que diziam que podiam tanto arrebatar como irritar seus ouvintes. Para completar, ambos acreditavam falar em nome de uma coisa maior do que eles mesmos.
Não estou querendo colocar um sinal de igual entre os dois. Quero dizer que ambos tinham uma mensagem a transmitir e que esta mensagem estava indissoluvelmente associada à sua coragem pessoal.

Sócrates dizia que a única que sabia era que não sabia de nada.
Os que questionam são sempre os mais perigosos. Responder não é perigoso. Uma única pergunta pode ser mais explosiva que mil respostas.

Aristóteles
Aristóteles acreditava em três formas de felicidade:
1)    Vida de prazeres e satisfações
2)    Ser cidadão livre e responsável
3)    Vida como pesquisador e filósofo.

Os cínicos [corrente de filósofos, não o significado que conhecemos hoje]
Diziam que a verdadeira felicidade não dependem de fatores externos como o luxo, o poder político e boa saúde. Para eles, a verdadeira felicidade em se libertar dessas coisas casuais e efêmeras.

Misticismo
Significa sentir-se só com Deus ou com a “alma do universo”.

Dramaturgia
O mundo é um palco e homens e mulheres não são mais que meros atores. Entram e saem de cena e durante a sua vida não fazem mais do que desempenhar alguns papéis. (Shakespeare)

O que é a vida? Fúria. O que é a vida? Espuma oca! Um poema, uma sombra quase! E a sorte não pode dar senão pouco: pois a vida é sonho e os sonhos, sonho... (Calderón de La Barca)

Descartes
Cogito, ergo sum (Penso, logo existo)

Agnóstico
È uma pessoa que não sabe se Deus existe.

Arquimedes
"Dê-me um ponto fixo e eu faço a Terra mover-se".

Marx
“O trabalhador se aliena em relação ao seu trabalho, e ao mesmo tempo, em relação a si mesmo. Ele perde sua dignidade humana”.

Scrooge
“Só existe justiça entre iguais”.

Darwin
“A seleção natural é responsável pela sobrevivência dos mais fortes, ou dos que melhor se adaptam ao seu meio”.

Freud
A expressão inconsciente significa para Freud, é tudo que reprimimos.
Ato falho é algo que dizemos ou fazemos espontaneamente e que um dia tínhamos reprimido.
Nossos sonhos não são meros acasos. Por meio dos sonhos, nossos pensamentos inconscientes tentam se comunicar com nosso consciente

Criatividade
A razão sufoca a imaginação; e isto é ruim, pois sem imaginação não é possível produzir nada de novo.

Sartre
O sentimento do homem de ser um estranho no mundo leva a uma sensação de desespero, tédio, náusea e absurdidade.

Simone de Beauvoir
Na nossa cultura, a mulher tinha se tornado em um “segundo sexo”. Só o homem aparecia como sujeito dessa cultura. A mulher, ao contrário, fora transformada em objeto do homem.

6 comentários:

  1. Ooo.. terminei de ler esse livro recentemente e tbm postei sobre ele no meu blog..
    Eu achei o livro o máximo e super viajado...
    XD

    ResponderExcluir
  2. Que bom q leste esse livro, eu li e me surpreendi muito, adorei chegar ao ultimo ponto. Porem não vi seu comentário de como foi ler o livro pra você? Como se sentiu apos conclui-lo? Queria saber....Porem as partes que colocou na resenha ficaram ótimas......Parabéns!!!!bjus elis....até fevereiro!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. O mundo de sofia é um clássico. Não tem erro. Rende sempre ótimas leituras.

    Beijocas e obrigada por participar do desafio literário.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, ando querendo muito ler esse livro... Cheguei a começar ele, mas - muitos livros e pouco tempo - acabei não terminando ainda, rs. Parece ser bem interessante mesmo :) Boa resenha! Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Wooow !
    Adorei o modo como vc fala desse livro tão especial !
    Parabéns pela resenha.
    Até o próximo mês do Desafio.
    Beijos de fada.
    Luka.

    ResponderExcluir